Sicília Mágica

Esta região, reconhecida unanimemente uma das mais completas e fascinantes de toda a Itália, é visitada anualmente por milhões de pessoas provenientes de todas as partes do mundo.

As suas cores, os seus sabores, os aromas e as paisagens de tirar o fôlego me levaram para lá. Seguindo as dicas de um amigo siciliano, dei quase a volta toda na ilha de carro e falo que 6 dias foram poucos pra aproveitar tudo que a Sicília tem pra oferecer e todas as comidas que tinha pra provar!

Outra coisa única na Sicília são as pessoas. Queria poder trazer cada uma delas na mala aqui pra casa. Foram as pessoas queridas que conhecemos no caminho que fizeram essa viagem ainda mais especial. Que povo simpático, acolhedor e bem humorado! Dirigem meio perigosamente, ok, podem ser mafiosos, don't care, são uns fofos!!!!!

Desembarcamos no aeroporto de Catânia e de lá pegamos o carro direto pra Siracusa.

Em Siracusa ficamos hospedadas em Ortigia, primeiro lugar pelo qual me apaixonei e queria morar!

Ficamos hospedadas em um Airbnb na Via Roma, do lado da Piazza del Duomo. Recomendo muito o restaurante que ficava na frente, chamado Le Vin de L'Assassin, pausa para a melhor PannaCotta da vida!

Fomos também ver Helena de Tróia no segundo teatro grego mais antigo da Sicília. Lindo, uma pena não entender italiano "arcaico" cantado! kkk

Outro lugarzinho especial por lá é a CALA PIADA, onde fazem um pão super artesanal e uma Piadina fantástica!!!

De lá fomos pra Taormina, que merece um post só pra ela...

De Taormina pra Cefalú, uma breve parada. Onde confesso que o melhor foi o restaurante da estrada (foto abaixo), pois a praia em si tava parecendo uma no Rio no verão de tão cheia de gente.

De lá pra Palermo. Palermo é confuso, velho e sujo. E o melhor de Palermo foi o Airbnb que alugamos, Casa di Sandro. Sandro e a mãe dele outros que vc podia trazer na mala! O Sandro trabalhou em banco a vida toda e resolveu largar pra ter uma vida mais calma. Pegou um apto velho numa rua de Palermo e transformou num Oasis. Ele pensou em cada detalhe daquele lugar, de fato lindo demais. Recomendo!

Acho que perdemos a praia de Mondello, que é linda, e a melhor parte de Palermo, mas acabamos seguindo para conhecer Scopello!

Ahhhh que pedaço de paraíso no meio do nada!!! A região toda ali é a reserva natural del zingaro (acho que é esse o nome). A praia é privada, tem que pagar pra entrar, é micra, sem areia, mas de tirar o fôlego!

Do lado da praia paramos em Castellammare Del Golfo para comer o clássico Pane Cunzato com birra! hummm

De lá, fomos pra uma das cidades mais altas e antigas: Erice. Vale a visita e a estrada lindaaaa até chegar lá! Literalmente no topo da Sicília. Micra, medieval e charmosa. Não recomendo ir pós praia, pois além do frio, as pessoas te olham bem torto quando vc está de chinelo e um pano quaquer por cima de um biquini molhado mostrando muitas partes do corpo! rsrs

De lá Trapani, que me surpreendeu, a cidade é uma graça! Ficamos no Alla Marina B&B, como era feriado, os pais do dono estavam tocando, um casal de velhinhos fofoooo que também podia levar pra casa. A localização é sensacional. A rua de trás é a rua pop da cidade, pausa pra sorveteria da Lindt, e estavamos na frente de onde saem os barcos pras ilhas. Escolhemos ir só pra Favignana. Numa próxima viagem quero dormir lá um dia. Chegar de barco, pegar uma bike e ir pedalando pela ilha, parando nas praias mais lindas do mundo. Dessa vez fomos direto pra mais linda da minha vida pelo menos: Cala Rossa! Juro que me emociono só de lembrar do azul desse mar. Nunca vi igual no Caribe ou em parte alguma. Paraíso, imperdível!

Em Erice ou Trapani, tem que comer couscous de peixe!

{Cala Rossa - Favignana, Sicilia | A praia mais linda da minha vida}

Tá acabando!!! Última parada: Agrigento! Infelizmente nos atrasamos e vimos pouco, mas achei uma graça, vale a visita! Perdemos a praia :(

Acho que a Sicília vale um próximo post só falando de comida! Ainda tenho que voltar pra provar as coisas que não tinha barriga pra provar!

Ahh, por que não fui pras ilhas Eólias? Porque não era verão! Se for no verão, coloca aí no roteiro: pegar um barco de Messina e ir pra Lipari, Panarea, Vulcano e Stromboli as mais famosas, um arquiéplago de origem vulcânica com mar deslumbrante e que é bombante no verão! Só uma coisa, tanto pra lá quanto pra Taormina: se programe com tempo, fica tudo lotado e caro quanto mais em cima da hora tentar reservar, são destinos luxo e riqueza do verão europeu. Verão de 2017 espero estar por lá!

posts recentes
arquivo
tags
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now